Calendário Dezembro – Rio Claro – Registro – São Miguel Arcanjo

O Pedro chegou e agora uma nova jornada na vida onde tudo é mais azul, tudo é mais bonito, tudo é alegria…

Mas antes do Pedro chegar eu queria fazer uma motocada para refletir tudo o que ele representa para nossa vida, afinal são anos (19) que separam ele do Guilherme meu filho mais velho, e claro eu quase um pai/avô em um momento todo diferente da vida mas que no final a emoção de ser pai novamente é quase igual.

Sendo assim precisava de um pretexto para colocar a moto na estrada e juntando o útil ao mais que agradável eu, Mugão, Pilão e Coelho seguimos para a festa de aniversário do Buena Vista em Registro SP.

       

Parecia muito fácil, o caminho um velho conhecido, mas quando me dei conta da última vez que havia passado pela Serra do Macaco a SP 79, já se passaram mais de 6 anos acabou que isso  trouxe um outro olhar para a viagem, um tanto melancólica pois na última viagem a Vera estava comigo na garupa, e saudade pois a moto de outrora era a querida Shadow 600, e alegria de estar com a Fatucha forte e linda e acompanhado de grandes amigos.

No meio do caminho uma parada para abastecer o estômago e ter a oportunidade de conhecer a Dona Claudete, a “tia” que cuida de um quiosque de beira de estrada, uma figura ímpar com uma história de vida como a de tantos brasileiros batalhadores esparramados por todos os cantos,  e dela saiu uma pérola: “TPM no meu tempo se curava com cuidar da casa, passar pano de chão, usar ferro com carvão… hoje, as mulheres vão para o shopping…” Imagina… rimos muito com isso.

Segue viagem e depois de 300 e poucos quilômetros chegamos na festa do Buena. Tudo dentro do normal, como toda festa deve ser, com amigos se abraçando todos em uma só vibração de alegria e confraternização, muito bom.

Dia seguinte hora da partida e aqui o nosso super bonde de 4 motos iria se separar pois cada um tinha um compromisso, e assim sendo, eu continuei a viagem agora solo, e com um grande desafio: conhecer o parque nacional Carlos Botelho, uma travessia de mais de 30 km em estrada de chão dentro da reserva.

Antes de chegar na reserva uma estrada de propaganda de carro esportivo, sem ninguém na pista, toda bem asfaltada e com alguns poucos moradores que paravam o que estavam fazendo para ouvir e acompanhar o som da moto. (urra essa foi forte…rs). De repente do nada acaba o asfalto e sem placa de aviso sem nada sobre a reserva, onde até fiquei um pouco preocupado, pois será que era mesmo esse o caminho?

Para minha felicidade era, e após alguns poucos minutos a 30 por hora cheguei no portal do parque. Tudo muito calmo e sem movimento, em todo o trajeto não cruzei com mais de 10 carros e algumas poucas pessoas nos quiosques para pique nique esparramados dentro do parque.

A estrada de chão batido em quase todo o trajeto era úmida devido a mata muito fechada e a temperatura que estava alta caiu coisa de 5 graus, mas com o motorzão da fat sob as pernas foi até bom, pois a moto em baixa rotação onde no máximo conseguia em pequenos trechos engatar a 3° marcha deixava o motor sempre fervendo.

Levei 2 horas para percorrer os pouco mais de 30 km. Hora devido a uma parada para foto, ou admirar o visual, hora para ouvir o som da mata, hora para atravessar uma ponte inundada, ou mesmo admirar as águas cristalinas das inúmeras cachoeiras a beira da estrada.

Ao retornar ao asfalto retorno a uma bela estrada que vai até São Miguel Arcanjo onde posso fazer o motor respirar mais leve e de quebra mais resfriado. A temperatura agora subia mas era pelo sol já alto e o asfalto cada vez mais quente, era hora de acelerar, “eu tô voltando pra casa”.

E assim foi, mais um trecho novo desvendado, agora que venham outras viagens, e logo logo com o Pedro na garupa🙂.

Calendário 2012 Dezembro (Custom)

Tags:,

4 responses to “Calendário Dezembro – Rio Claro – Registro – São Miguel Arcanjo”

  1. Urik B. da Silva says :

    E ae Seu Craudio. Belo relato e belas fotos. Quando somos pra a festa do SombreroS esse anos, voltamos (com Mazzo puxando o bonde) pela serra do Macaco. É realmente uma experiência fantástica. Curvas e mais curvas e uma bela estrada. Só lamento a sujeira nos belos cromados com tanta lama… rsrsrs
    Outra coisa, a droga que usei tava estragada ou tu botou “neve” no teu blog? rsrs
    Abraços!!

  2. gatodamataEL GDM says :

    Uma via(da)gem de 300 kms? Pô, vamos por quilometragem aí, em nome do Pilão, ao menos. Hihihi… Smack. EL GDm

  3. Diogo Cunha says :

    Top! Agora para a Vera liberar o Pedro para andar na garupa da moto vai ser difícil ein! haha abrass

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: