Archive | outubro 2008

Need For Speed Porsche Unleashed

Clássico é clássico.

Por isso estou postando aqui, para os marmanjos fanáticos em games o fantástico Need For Speed Porsche Unleashed.

Porsche Unleashed trás a oportunidade do jogador “brincar” de correr com os legítimos Porsches pelas belas estradas européias.

Os modelos vão desde os anos 50 até 2000, mostrados em um belo gráfico a cronologia dos lançamentos com os carros em detalhes bem realísticos (lembrando que o jogo é de 2000), podendo abrir as portas, os capôs e claro as capotas. Só por isso já vale.

Jogando, você poderá atravessar as 3 fases da marca Porsche, começando com a Clássica na década de 50 com os 356, passando pela Dourada com os 911 e S Targa, e para fechar a Moderna, com os mais velozes modelos da marca, desfilando pelos Alpes ou correndo feito um louco a mais de 300 km/h nas Autobans a bordo de um Porsche Carrera 911.

   

Então é isso, para baixar, dois links (é preciso baixar os dois), bom divertimento.

link 1

link 2 

Abraços

Seo Craudio

Imagem do dia

Esses Harlistas… 🙂

Abraços

Seo Craudio

Trilha Sonora – Easy Rider “Sem Destino”

Dirigido por Dennis Hopper e estrelado pelo próprio Hopper e por Peter Fonda, com a participação mais que especial de Jack Nicholson, Easy Rider retrata um dos maiores clássicos do cinema sobre a contracultura americana.

O filme em si, com um final deprimente e com um enredo as vezes entediante, consegue passar o sonho de liberdade através de dois motoqueiros que largam tudo da vida comum para andar de moto apenas com um objetivo: chegar em New Orleans para participar do Mardi Gras.

Em um dos diálogos mais marcantes do filme, Nicholson no papel do advogado alcolatra, George Hanson, fala a respeito da discriminação e do perigo que os dois motoqueiros (Billy e Wyatt, nomes inspirados nos fora-da-lei mais conhecidos do velho-oeste americano: Wyatt Earp e Billy The Kid) pareciam representar para as pessoas:

“Eles não têm medo de vocês, mas do que vocês representam. Para eles vocês representam a liberdade. Mas falar dela e vivê-la são duas coisas diferentes. É difícil ser livre quando se é comprado e vendido no mercado. Mas nunca diga a alguém que ele não é livre…porque ele vai tratar de matar e aleijar para provar que é. Você é que corre perigo.”

Além disso o filme conta com um trilha sonora memorável, contando com grandes nomes, como Jimi Hendrix com a música “If Six Was Nine”, Fraternity Of Man, The Byrds com “Wasn’t Born To Follow”, e contribuições de Roger McGuinn, uma delas é a importante “Ballad Of Easy Rider”, e a mais que clássica, eu diria o hino dos motoqueiros, “Born To Be Wild” do Steppenwolf, justamente consagrada pelo filme, e outra canção também da banda, que aparece no álbum na ótima faixa de abertura “The Pusher” (faixa também do Fundamentals III que em breve colocarei aqui para vocês).

Enfim um filme obrigatório para tentar entender o que é essa sensação de vento na cara, do isolamento das idéias dentro dos capacetes, e o que é essa sensação que somente quem tem moto entende, a sensação de liberdade. E para traduzir tudo isso, nada melhor que essa fantástica trilha sonora, que tem como curiosidade o fato de Hopper defini-la ouvindo a rádio local nos momentos dos intervalos das filmagens.

Easy Rider – Soundtrack

  1. “The Pusher” (Hoyt Axton) – Steppenwolf – 5:49
  2. “Born To Be Wild” (Mars Bonfire) – Steppenwolf – 3:37
  3. “The Weight” (Robbie Robertson) – Smith – 4:34
  4. “Wasn’t Born to Follow” (Carole King/Gerry Goffin) – The Byrds – 2:03
  5. “If You Want to Be a Bird (Bird Song)” (Antonia Duren) – The Holy Modal Rounders – 2:35
  6. “Don’t Bogart Me” (Elliot Ingber/Larry Wagner) – Fraternity of Man – 3:05
  7. “If 6 Was 9” (Jimi Hendrix) – The Jimi Hendrix Experienced – 5:35
  8. “Kyrie Eleison/Mardi Gras” (When the Saints) – (Tradicional, arranjo de David Axelrod) – The Electric Prunes 4:00
  9. “It’s Alright Ma (I’m Only Bleeding)” (Bob Dylan) – Roger McGuinn – 3:39
  10. “Ballad of Easy Rider” (Roger McGuinn/Bob Dylan) – Roger McGuinn – 2:14

Então para baixar a trilha clique aqui.

Abraços

Seo Craudio

ps- essa trilha sonora foi um presente do amigo Piréx

 

Harley-Davidson de 2001 até os dias de hoje

Enfim…

  • Pois é, os mais puristas reclamaram, os tatuados nem a consideram H-D, mas foi em 2001 que a Harley-Davidson lançou a V-Rod. Com design arrojado, e parceria com a Porsche, nascia o primeiro motor refrigerado a água da marca.

 

  • Produzindo em média cerca de 280 mil motocicletas, a Harley-Davidson está presente em todos os continentes do planeta, com 28 modelos diferentes em mais de 1300 pontos de vendas. Seu faturamento no entanto não vem só das vendas de motocicletas, mas mais de 50% dele vem da venda de acessórios para as motos, além de roupas e acessórios pessoais.

 

  • Em Harrisburg, Pensilvânia, a fabricação dos quadros, as pinturas dos tanques, a instalação dos motores, chicotes e cabos, são feitos exatamente como se fazia a cinquenta anos atrás. O mais curioso fica por conta dos tanques de combustível. São feitos a partir de duas chapas de metal planas, que são batidos manualmente ate chegarem na forma final, depois de soldadas as duas partes, vão para a pintura, que contam além das pistolas pincéis para os desenhos mais elaborados, dando o toque dos pintores, ou melhor, dos artistas que consideram a oficina como um verdadeiro ateliê.

Pois bem amigos, encerro aqui essa sequência de fotos das H-Ds desde 1960 até os dias de hoje, com algumas curiosidades dessa marca que sem dúvida tem uma multidão de admiradores, e o mais curioso, não necessariamente possuidores de motos.

Abraços

Seo Craudio

Harley-Davidson de 1991 até 2000

Mais algumas…
  • Ao completar 30 anos, o modelo Ultra Classic Electra Glide, foi a primeira motocicleta da marca a contar com injeção eletrônica de combustível. Isso em 1995, onde a Harley-Davidson introduziu também a clássica FLHR Road King.
  • Em 1998 a Harley-Davidson abriu uma nova fábrica de motores fora de Milwaukee, construiu uma nova linha de montagem em Kansas City, e adquiriu a Buell Motorcycle Company.
  • Em comemoração ao 95° aniversário da marca, no dia 3 de Junho de 98 ela reunião 50 mil membros do HOG.
  • Foi ainda neste ano que a empresa inaugurou fábrica em Manaus, sua primeira e única linha de montagem fora dos Estados Unidos. Aqui são montados atualmente os modelos Softail FX, Softail Deuce, Fat Boy, Heritage Classic, Road King Classic e Ultra Electra Glide. A nova Road King Custom começa a ser montada nesta unidade em novembro.

 

Tem mais

abraços

Seo Craudio

Harley-Davidson de 1981 até 1990

Continuando…

  • Em 1980, devido a uma mudança de estratégia comandada por Beals, um dos diretores, a “AMF” resolveu vender sua parte, foi quando em 1981 Beals e mais 12 executivos, incluindo Willian G Davidson, neto de Willian Davidson se tornaram os proprietários da Harley-Davidson. “The eagle soars alone” . Neste ano a empresa perdeu US$32 milhões.   
  • Em 1982, a H-D solicitou ao governo federal a criação de uma tarifa de importação para motos acima de 700cc, a fim de conter a chuva de motocicletas japonesas no mercado americano. Cinco anos mais tarde a própria Harley-Davidson correu novamente ao governo federal, só que agora o pedido era para que fosse retirada a tarifa de importação. Tal atitude repercurtiu de modo favorável à marca, levando o então presidente dos Estados Unidos Ronald Macdonalds, quer dizer Regan, a realizar um tour pelas instalações da empresa onde declarou publicamente ser um grande fã de Harleys. Uma bela estratégia de marketing não ?
  • Em uma tentativa de melhorar a qualidade de seus produtos em 1983 a H-D dua a opção de  comprar ações da empresa,e ainda o poder de decisão de qual o melhor caminho para a empresa, como o fechamento da fábrica de York, Pensilvânia.
  • Foi ainda em 1983 a data de fundação do Harley Owners Group H.O.G, que atualmente conta com mais de 750 mil associados em todo o mundo, ajundado não só a regeneração da empresa mas praticamente “perpetuando-a”, uma vez que é o maior clube deste tipo no mercado de duas rodas no planeta.

Abraços

Seo Craudio

Harley-Davidson de 1971 até 1980

Algumas curiosidades.

  • Em 1969, depois de quatro anos com suas ações abertas no mercado de valores, a “AMF” American Foundry & Machine Corporation comprou as ações da empresa. Em pouco tempo o logotipo de “AMF” começou a aparecer nos tanques das HDs, causando desgosto e insegurança para os proprietários da Harley-Davidson, fazendo com que os já fanáticos chorassem ao ver tamanha heresia.
  • Nos anos 70, as vendas passaram de 15.000 para 75.000 unidades ao ano. Um volume muito alto que depôs contra a qualidade de seus produtos. E vejam o fato; a qualidade era tão ruim, que as motos chegavam a sair de fábrica já com vazamento de óleo. “Era impossível sair do lado leste de Manhattan para o lado oeste sem um kit de ferramentas”.

Portanto, a AMA – American Motorcyclist Association alerta : ao deixar uma foto de alguma H-D como papel de parede o monitor poderá ficar manchado de óleo”. 🙂

Abraços

Seo Craudio

Harley-Davidson de 1960 até 1970

Já que o assunto é H-Ds, vou postar aqui fotos e curiosidades sobre elas, dos anos 60 até os dias de hoje.

E para começar de 1960 a 1970 (em 1969 a consagrada Easy Rider).

Abraços

Seo Craudio

%d blogueiros gostam disto: